As luzes ficaram laranja! E agora?

Uma das perguntas que mais recebo é sobre como consertar mechas alaranjadas. Pensando em como isto é comum de acontecer, resolvi fazer este post para, de uma vez por todas, esclarecer esta dúvida que tanto aflige as loiras.

Primeiramente, é importante sabermos o porquê as mechas ficaram alaranjadas, para então não voltarmos a repetir o mesmo erro, não é mesmo!? Para isso, aconselho a vocês, queridas leitoras, a darem uma olhadinha nestes dois posts:

Como eu acho que prevenir é melhor do que remediar, neste post explico detalhadamente todo o processo de luzes, desde a escolha da técnica, o descolorante e a água oxigenada ideal, tempo de pausa, até a matização das mechas. Depois dele não terá mais erro. rs

Para mexermos com coloração é preciso, antes de TUDO, aprender um pouquinho sobre colorimetria capilar. Através deste conhecimento ficará mais fácil saber como corrigir reflexos indesejados.

Lembrando que o foco deste post é para você que fez luzes e as mechas ficaram alaranjadas. Caso o seu problema seja referente a manutenção do loiro, como desamarelar os cabelos loiros, mantê-los com uma cor bonita, sugiro a você que de uma conferida nestes dois posts que falam sobre isto:

Existem duas razões possíveis para que as luzes fiquem alaranjadas, o tempo incorreto de pausa do produto nos cabelos e/ou má escolha dos produtos utilizados no processo.

TEMPO DE PAUSA

Todo cabelo segue uma ordem natural de abertura de tons no processo de descoloração, conforme a figura abaixo:

Na figura segue a sequência de clareamento a partir de um cabelo castanho escuro. O ideal é conseguir alcançar no processo de clareamento dos tons amarelo intenso até o branco, para aquelas que querem luzes bem claras, caso não queira platinar tanto, os tons entre o amarelo intenso e o amarelo médio já são bem satisfatórios.

O que acontece aqui é que cada cabelo age de uma forma a este processo de clareamento, mesmo sendo eles da mesma cor natural, que aqui estamos falando de castanho escuro. O tempo médio de uma descoloração é cerca de 50 minutos a 1 hora. Geralmente este tempo é suficiente para conseguir alcançar um tom de amarelo intenso pelo menos.

Acontece que em se tratando de descoloração, o tempo não é regra, o correto é nos focarmos nos tons de abertura, independente do tempo que leve. A partir do momento que aplicamos o produto nos cabelos devemos ir checando o grau de clareamento a cada 10 minutos, pois como disse anteriormente, cada cabelo reage de um jeito e o tempo de pausa é muito relativo. Tem cabelos que abrem extremamente rápidos, e outros demoram bem mais tempo.

Além de verificarmos o grau de clareamento, não podemos esquecer da saúde dos fios, a cada checada devemos analisar também como o fio está resistindo a descoloração. Isso é simples, você pega uma mecha de cabelo com o produtos, observe a elasticidade do fio, pegue a ponta e de uma leve puxadinha, veja de ele não está ficando emborrachado, se está quebrando com facilidade. Caso sinta que o cabelo emborrachou ou está quebrando quando puxa a ponta, retire imediatamente o produto, para que não danifique ainda mais o cabelo, INDEPENDENTE DO GRAU DE CLAREAMENTO.

Por isso é muito importante estar com os cabelos saudáveis para que ao passar por este processo químico, ele não danifique tanto o cabelo, além de muitas vezes não conseguir atingir o objetivo da descoloração.

Um dos motivos mais comuns das mechas ficarem alaranjadas é a retirada do produto antes de atingir o tom de clareamento ideal, seja por falta de resistência dos fios ou precipitação. Devemos ter cautela sim quanto a saúde dos fios, porém, devemos ter bom senso também e conseguir distinguir a real necessidade de retirar os produtos da precipitação de tirar o produto antes da hora certa pelo excesso de medo do estrago.

Mas acontece também de a pessoa ter deixado o produto no cabelo por bastante tempo e nada de conseguir abrir além do laranjão. Como disse, isso acontece pois cada cabelo é de um jeito, uns tem mais facilidade para abrir tons e outros menos.

Então como corrigir o erro do tempo de pausa?

  • Acompanhar o processo de clareamento com intervalos curtos de tempo. Assim você estará acompanhando não só o grau de clareamento mas também o estado do fio durante o processo. Desta forma você evita surpresas desagradáveis, consegue analisar melhor como o cabelo está reagindo, e principalmente, consegue frear um pouco a ansiedade de retirar o produto antes da hora.
  • Deixou bastante tempo e nada de sair do laranjão, o cabelo está resistindo bem ao processo mas mesmo assim, depois de 1 hora o cabelo não clareia e você começa a observar que ele estagnou num tom e não está mais reagindo a descoloração. Neste caso,  APENAS SE O CABELO ESTIVER NUM ESTADO BOM, retire o produto e faça uma nova descoloração. Isso mesmo! Muitas vezes é necessária duas descolorações seguidas para que consigamos atingir um grau de clareamento satisfatório. Mas isto só deve ser feito se o cabelo estiver saudável, resistindo bem a descoloração e não houver outras químicas nele. Lembrando que neste caso, estaremos elevando o nível da agressão aos fios, o que requererá que recuperemos o cabelo com bastantes tratamentos depois.

PRODUTOS UTILIZADOS NOS PROCESSOS

Quem acompanha o blog sabe que não sou nada fresca na hora de comprar produtos capilares, uso e super recomendo shampoos como o Seda e o Tresemmé, por exemplo, adoro máscaras de tratamento da Novex, Natutrat, Bio Extratus e etc. Não sou nem um pouquinho preconceituosa em relação a marcas quando se trata de produtos para tratamento ou produtos para o dia a dia para os cabelos. Porém, em se tratando de coloração, não tem como fugir. Para conseguirmos melhores resultados SEMPRE opte por produtos de uso profissional, como os descolorantes Supermeches da Alfaparf; o descolorante da Amend; Lightner da Cless; Blondor da Wella, todos estes são de uso profissional e o custo benefício é excelente, variam entre 5 a 10 reais o sachê, e são facilmente encontrados em perfumarias. Outra opção é gastar um pouco mais e investir nos descolorantes gringos como o Igora e o Blond Me, ambos Schwarzkopf ,  ou ainda o Platine Précision da  L’oreal. Estes são mais caros porém são descolorantes que prometem abrir até 8 tons, custam em média 100 reais o pote, é um investimento mais alta mas como é mais comum acha-los na embalagem de pote, dá para várias aplicações.


Quanto a água oxigenada, quem tem cabelos escuros só consegue clarear as madeixas se usar Ox de 30 ou 40 volumes, pra quem deseja luzes mais claras é até preferível optar pela Ox de 40. Outro fator importante é tentar sempre que possível combinar a marca do descolorante com a água oxigenada da mesma marca. Pois eles são produtos complementares, por terem sido criados para serem utilizados juntos, ambos da mesma marca oferecem melhores resultados. Mas isto não é regra, por exemplo, se você ptou por um descolorante importado, pode ficar pesado desembolsar a grana para arcar com o custo da Ox da mesma marca. Mesmo assim, dê preferência a águas oxigenadas de boa marca, como a da Alfaparf, L’oreal, Amend, Yamá.

MATIZAÇÃO

E o principal erro de todas em se tratando de luzes é com certeza não matizar as mechas. Mesmo você seguindo todo o passo a passo corretamente, deixando agir até o grau de clareamento satisfatório, usando bons produtos é NECESSÁRIO MATIZAR AS MECHAS. O processo de descoloração deixa um aspecto artificial, mesmo quando alcançamos aquele amarelo claro, você precisa matizar as mechas com um tom mais bonito.

Matizar cabelos significa neutralizar, acrescentar ou intensificar alguma cor, nos cabelos loiros, utilizando de um recurso mais suave para aplicação da nuance. Desta forma, podemos neutralizar tons indesejados, como o amarelo e o alaranjado, acrescentar nuances, em casos de luzes que a pessoa quer um tom de mel por exemplo, ou ainda intensificar, como no caso das mechas branquinhas, a pessoa querer intensificar este tom platinado com a matização.

É nesta hora que utilizamos os princípios da colorimetria capilar. Colorimetria é o estudo das cores e suas composições. Tem aplicação em todas as áreas que tem ligação com as cores, como a fotografia, arte digital, publicidade e etc. A aplicação das cores nos processos de coloração de cabelos é que chamamos de colorimetria capilar.

Com a colorimetria capilar compreendermos os princípios da colorimetria e assim nos tornamos mais capazes de tomar melhores decisões em relação a cor desejada para seus cabelos, prever possíveis resultados e prevenir resultados indesejados e corrigi-los quando necessário.

Através da estrela de Oswald é que conseguimos trabalhar com as cores:

Resumidamente, na escolha do corretor para anular um reflexo, precisamos levar em consideração o princípio da colorimetria. Cada cor primária em oposição à sua secundária se anula. Desta forma, para amenizar tons amarelos e dourados, precisa-se da pigmentação roxa, pigmentos roxos são encontrados em produtos desamareladores e em tonalizantes e tinturas com a terminação ,2 (Irisado). E para amenizar tons alaranjados, precisa-se do pigmento azul, encontrado por exemplo nos tonalizantes e tinturas acinzentados terminados em ,1 .

Entendido esta parte, vamos a solução das mechas laranjas:

Amenizar o alaranjado

  • Tonalizante

Basta usar um tonalizante que contenha o reflexo cinza, ótimas opções são o tonalizante Richesse L’oreal e Color Touch. Use as numerações 9.01, 10.21, 9.11.  Misture o conteúdo da bisnaga com o creme revelador ou Ox de 20 volumes, passe nos cabelos e deixe agir no tempo determinado na embalagem.

  • Banho de Brilho com tonalizante

Misture metade da bisnaga do tonalizante com uma colher de shampoo, uma colher de água oxigenada e uma xícara de café (a pequena) de água. Misture até obter uma mistura homogênea , passe nos cabelos e deixe agir no máximo uns 10 minutos. Sentiu que está começando a ficar cinza demais o cabelo, pode retirar antes dos 10 minutos. Mostrei o processo aqui.

  • Keraton Prata + Creme Branco

Misture uma colher de Keraton Prata com três colheres de creme de tratamento branco. Passe nos cabelo mecha a mecha. Deixe agir alguns minutos. Percebeu que começou a chumbar, enxague o cabelo. Mostrei aqui e aqui.

  • Magic Collor

É um excelente matizador. Não é necessário misturá-lo ao creme branco, como o Keraton Prata. Passe diretamente nos fios, deixe agir alguns minutos e enxague o cabelo.

  • Violeta Geniana

É um remédio comprado em farmácia, super baratinho. Por ser super pigmentado de roxo, funciona como amenizador de cabelos amarelados e alaranjados. Tem diversas formas de usá-la, misturando algumas gotinhas em água e jogando nos cabelos, misturando algumas gotinhas no creme branco, misturando no shampoo … O problema é que o risco de manchar o cabelo com esta técnica é enorme. Por isso deve-se tomar muito cuidado ao optar por ela.

Descolorir novamente

Caso as mechas estejam muito laranja, não adiantando os processos de amenização destas mechas, a única saída é recorrendo a descoloração novamente, pois os cabelos começarão a abrir já a partir deste laranja. Chegando mais facilmente ao grau de clareamento satisfatório. Lembrando que após esta descoloração deve-se matizar estas luzes. E não se esqueça que o cabelo deve estar bem resistente para receber uma nova descoloração. Caso ele esteja muito fragilizado, o melhor a fazer é ir tratando dele, amenize este laranja com os processos acima citados, e após o cabelo estar mais recuperado, faça a nova descoloração.

Escurecer o cabelo e começar tudo do zero

No desespero de arrumar a cor que ficou horrível, muitas corres para perfumaria e compram uma tinta 6 ou 7 que escurecem bem os cabelos, acabam não gostando do resultado, já que invés de estar com um cabelo loiro alaranjado, ficam com um castanho acobreado, e muitas odeiam. Por isso, nada de desespero, muita calma nessa hora. Como falei, tente primeiramente uma das medidas amenizadoras, opte por um tonalizante claro, como o 9.1 ou 10.1, pois eles amenizarão o laranja mas não escurecerão a cor. Esta opção de escurecer os cabelos é em último caso, pois ao escurecer, devemos lembrar que para clareá-los novamente levará bastante tempo e desgastará ainda mais o cabelo.

Caso o cabelo esteja muito manchado, raiz mais clara que pontas, muito laranja mesmo. Aí sim opte por escurecer e começar tudo do zero, porém desta vez de forma correta. Primeiramente será necessário igualar a cor dos cabelos, passe uma tintura da cor mais próxima possível de sua cor natural, para que com o crescimento da raiz, não fique marcando a tinta de fundo e ela também não sofra com um desbotamento como o das tintas loiras. Após uniformizar a cor, faça as luzes de forma correta, usando bons produtos, deixando agir o produto no tempo adequado, matize as mechas. Pode ser que leve algumas sessões de luzes para chegar ao tom de loiro ideal, leve em consideração que depois que escurecer, não é na primeira sessão de luzes que ficará loiríssima. E não se esqueça de fazer a manutenção da cor usando produtos desamareladores, fazendo banho de brilho de 15 em 15 dias, use de vez em quando o Keraton Prata com creme branco. Enfim só não pode deixar o cabelo ir pro brejo novamente.

Espero que tenham gostado do post queridas.

 

Não se esqueçam da manutenção, ok

 

Beijinhos

 


Banho de Brilho Loiro Acinzentado Parte II

Como falei no post Banho de Brilho Loiro Acinzentado Parte I, disse que daria duas receitas de banho de brilho, então a primeira foi a receitinha do creme branco + Keraton Prata, já falei dela aqui e dei o passo a passo aqui. Esta outra alternativa para eliminar o tom amarelado/laranja dos fios loiros é um banho de brilho com tonalizante.

Mesmo eu fazendo uso do Keraton Prata de 15 em 15 dias, meu cabelo teima em puxar pro dourado, por isso, às vezes faço este banho de brilho, pois acho-o mais eficiente em casos mais graves. rs

VOCÊ IRÁ USAR:

  • 1/2 Bisnaga de tonalizante para os cabelos, da marca que preferir, só tem que ser TONALIZANTE e não TINTURA PERMANENTE e com a numeração terminada em .1, que são as tonalidades acinzentadas ( Por exemplo: 8.01, 9.01, 10.01, 9.11)
  • 1 colher de sopa de água oxigenada de 30 ou 40 volumes.
  • 2 colheres de sopa de shampoo, NÃO utilize shampoo antí-resíduos.
  • 1 xícara de café de água (aquela menorzinha).

Num recipiente de plástico coloque o creme do tonalizante, adicione a água oxigena, depois o shampoo, vá misturando até formar um creme homogêneo, por último vá adicionando a água aos poucos, mexendo sempre até formar uma mistura homogênea.

Eu utilizei a água oxigenada de 30 volumes, shampoo Tresemmé hidratação profunda e o tonalizando Richesse da Loréal 9.11 Cinza Iceberg. Você pode optar por outras cores do tonalizante e outras marcas também. Eu gosto de usar o Richesse da Loréal, Color Touch da Wella e o tonalizante da Alfaparf que agora se chama Alta Moda.

Como esse banho de brilho é de loiro acinzentado, escolha um tonalizante com numeração /01 ou /1.

Na foto abaixo eu já tinha mistura todos os ingredientes, menos a água.

Depois fui adicionando a água aos poucos e ficou assim.

A textura fica bem líquida mesmo, como você pode conferir na foto abaixo.

Apliquei essa mistura nos cabelos úmidos e lavados apenas com shampoo.

Passei em todo o cabelo, pra facilitar, como fica muito liquida a mistura, coloquei ela num recipiente de shampoo que estava vazio, daí fui passando no cabelo, faz uma espuminha e fica como na foto acima.

Deixei agir por 10 minutos, já que a minha situação capilar estava crítica, mas volto a repetir, se seu cabelo é muito claro, deixe menos tempo, tem cabelos que deve-se passar a mistura, deixar uns segundos e tirá-la dos cabelos, caso contrário pode chumbar ou acabar escurecendo, já que o tom cinza fecha mesmo a cor, e tem muita gente que não quer que o cabelo escureça.

Agora chega de papo e vamos pro antes e o depois.

Na foto acima dá para perceber que meu cabelo, na cor de fundo estava super dourado, quase laranja e nas partes mais claras, as mechas das luzes estavam bem amarelas. Com este banho de brilho, o fundo ficou um louro escuro cinza e as mechinhas ficaram um loiro claro cinza.

Deu uma bela escurecida no meu cabelo, vocês viram? Mas pelo menos tirou aquele dourado amarelão que estava, da próxima vez vou deixar menos tempo, assim escurece menos. Caso isso ocorra com vc também, não se preocupe, conforme vai lavando vai desbotando este cinza.

Este banho de brilho pode ser feito pra matizar mechas de luzes, como também na manutenção da cor. Na matização das luzes só tem que prestar atenção pra não acabar escurecendo o cabelo e “desfazer” um pouco as luzes que acabaram se ser feitas. Como falei acima, às vezes o ideal é passar nos cabelos, deixar uns segundos e tirar. Da próxima vez vou deixar uns cinco minutos só, pra não escurecer tanto.

Esta receita pode ser feita também em cabelos castanhos, vermelhos, enfim na tonalidade do seu cabelo, basta substituir o tonalizante da receita acima por um de acordo com a cor do seu cabelo. Vai reavivar a cor e dar brilho aos cabelos.

Desculpem o mega post, é que era muita informação minha gente.

Espero que tenham gostado e que esta dica seja útil pra você, querida leitora.

Me contem, também tem sua receitinha?

Beijos

E não se esqueçam, COMENTEM, TUITEM E COMPARTILHEM.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 884 outros seguidores