Como fazer luzes no cabelo?

Uma das perguntas mais frequentes que recebo no blog é sobre luzes. E o que acabei percebendo é que a maioria das perguntas gira em torno da problemática das mechas alaranjadas e amareladas. Já mostrei muitas maneiras de remediar o problema aqui no blog em:

E como diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo? Pensando nisso, resolvi fazer este post para explicar direitinho o passo a passo para obter um resultado satisfatório na hora de fazer luzes, pois percebi que muitos dos problemas apresentados pelas leitoras aqui, teriam sido evitados caso tivessem sido feita as luzes corretamente.

Tem gente que pensa que fazer luzes é um bicho de sete cabeças, eu mesma era uma dessas pessoas, morria de medo, só que pesquisando sobre o assunto, vi que não era tão complicado como parecia. Também não é a coisa mais fácil do mundo, requer uma certa habilidade na hora de mexer nos cabelos, mas não é impossível.

1º PASSO

O primeiro passo é analisar o cabelo antes de sair correndo pra perfumaria mais próxima e comprar os produtos. Cabelos escuros, sejam eles tingidos ou virgens, temos que ter a consciência de que não ficarão super loiros da noite para o dia. Requer paciência para alcançar o tom desejado, caso queira platinar o cabelo. Tem que ter noção que serão necessárias algumas sessões de luzes até o cabelo chegar no tom.

É importante saber definir que tom será almejado. E isto é super subjetivo, tem gente que gosta de loiros claríssimos, quase branco, que são os platinados, tem as que preferem uma coisa mais dourada, outras preferem um tom mais sútil, enfim, são inúmeras as possibilidades. Lembrando sempre que devemos respeitar nosso biotipo, cor da pele e dos olhos são super importantes na hora de escolher o tom. Nem todo mundo fica bem com o platinado por exemplo.

Devemos considerar também a cor de base dos nossos cabelos, por exemplo, a maioria das mulheres morrem de amores pelo cabelo da Gisele, porém ela é loira natural e faz luzes claríssimas meio californianas, apenas para dar um up no visual. Outro cabelo super requisitado nos salões no Brasil é o da Adriane Galisteu, mas ela também é loira natural, ela já tem uma cor base loiro acinzentado e luzes em loiro claríssimo. O mesmo caso da Ana Hickman com seu cabelo super platinado, porém ela, além de ser loira natural com luzes platinadas, é super branquinha e de olhos azuis.

Quem não nasceu loira natural como as beldades acima e mesmo assim quer ficar super loira, tem duas opções. A primeira é fazer uma cor de base com tintura num tom de loiro escuro, e fazer as luzes claríssimas por cima. Vale ressaltar que deve-se levar em conta que além de retocar as luzes a cada dois ou três meses, terá que retocar a raiz da cor de fundo pelo menos uma vez por mês. Foi assim que foram feitos os cabelos da Déborah Secco e Flavia Alessandra, primeiro foi feita a cor de base, e depois as luzes por cima.

Para quem quer fugir de toda essa trabalheira, a segunda opção é fazer apenas as luzes e deixar a cor de fundo, sua cor natural. Se a pessoa tem o cabelo castanho escuro por exemplo, e não se importar com o contraste da raiz escura com as luzes mais claras.

 

Independente disto tudo, o cabelo deve estar com uma cor uniforme para receber as luzes. Caso você esteja com o cabelo manchado por outras tintas, é preferível uniformizar este cabelo antes das luzes, levando em consideração as duas escolhas que falei acima, caso queira uma cor base de loiro escuro, tinja o cabelo com uma tinta nesta tonalidade, como por exemplo uma 8.1, caso queira deixar a cor natural do seu cabelo, tinja com uma cor mais próxima possível de sua cor original, como exemplo, castanho escuro, use um tom de 5.

Outro aspecto que deve ser considerado é o estado do cabelo. Caso o cabelo esteja muito danificado por outras químicas, como tinturas e progressivas, ou  ressecado, o melhor a ser feito é tratá-lo antes, para que ele esteja fortalecido para receber a agressão da descoloração sem que danifique tanto o cabelo. Quanto mais saudável e menos química o cabelo tiver, melhor para o processo de luzes. Cabelos relaxados e alisados falarei em outro post. Pois depende do tipo de componente que é usado nestes processos, alguns são compatíveis com descolorantes e outros não, fora que o procedimento é um pouco diferente, o qual abordarei num próximo post.

2º PASSO

O segundo passo para conseguir o tão desejado loiro perfeito é usar bons produtos. Essa definitivamente não é hora de se fazer economia, pense que ela já está sendo feita com você fazendo este procedimento em casa e não em salão, que vão lhe cobrar os olhos da cara. Mesmo usando bons produtos, o custo é bem menor do que se fosse feita em salão.

Quando digo bons produtos, refiro-me a produtos profissionais, a escolha de um bom descolorante e uma boa água oxigenada fazem toda diferença. Prefira sempre que possível usar o descolorante e a água oxigenada da mesma marca. Marcas boas de descolorante são: Supermeches da Alfaparf, AmendLightnerBlond MeBlondor da Wella, Platine Precision.

VOLUMAGEM DA ÁGUA OXIGENADA

Quanto a volumagem da água oxigenada, vai depender do objetivo de cada uma. Para quem quer abrir bastante a cor dos cabelos, não tem como fugir da Ox de 40, pra quem não quer o cabelo tão claro, ou é loira natural e quer mechas mais claras, a Ox de 30 funciona perfeitamente.

3º PASSO

O terceiro passo é escolher a técnica a ser usada no processo. Para quem não tem muita experiência a maneira mais fácil e mais segura é fazendo na touca. Ainda que algumas pessoas argumentem que o uso da touca em cabelos compridos, devido ao atrito de puxar os cabelos na touca, podem causar quebra dos fios, ainda assim, ela é a mais aconselhável, por ser mais segura. O risco de manchar o cabelo é infinitamente menor se comparada a fazer as luzes com papel. Para quem tem mais habilidade e prefere correr este risco, pode optar por fazer as luzes no papel.

Para fazer luzes na touca os cabelos devem estar secos e bem desembaraçados. Penteie o cabelo todo para trás, coloque a touca, e com o auxílio de uma agulha de croché vá puxando mechas intercalando finas e mais grossas em todos os buracos da touca. Após terminar de puxar todas as mechas, inicie a aplicação do descolorante sempre pela nuca. A mistura do descolorante com a água oxigenada deve ficar nem muito consistente e nem líquida demais. Deve formar uma mistura homogênea cremosa.

Para fazer luzes no papel, os cabelos devem estar secos e de preferência escovados. O cabelo é dividido em quatro partes, começando da nuca, vá soltando mechas finas, costure o cabelo com o auxílio do cabo fino de um pente, separando as mechas que serão descoloridas. Aplique o descolorante e envolva as mechas no papel alumínio.

TEMPO DE PAUSA

A maioria das pessoas fazem todos os procedimentos corretamente e acabam errando justamente no mais simples. O cabelo quando está sendo descolorido, ele obedece uma sequencia de clareamento, inicialmente o cabelo vai ficando laranja, depois amarelo, e por fim, branco.

Respeitar o tempo de pausa é fundamental. Cada cabelo é um cabelo, uns abrem mais rápido e outros menos, mas normalmente, deve-se deixar descolorindo por pelo menos uns 50 minutos a uma hora. Neste tempo, é imprescindível ir vigiando o cabelo, entre intervalos pequenos. Pegue uma mecha de cabelo, tire um pouquinho do descolorante com a unha, verifique a cor que ele está, puxe um pouco os fios, verifique se eles não estão ficando elásticos. Caso o cabelo esteja resistindo bem ao processo, pode deixar o produto até alcançar o tom amarelo mais claro, caso ele comece a emborrachar, daí não tem como fugir, deve-se enxaguar os cabelos independente do grau de clareamento que ele esteja. Por isso é muito importante que o cabelo esteja forte para conseguirmos obter o melhor resultado possível.

A questão é que muitas vezes, por medo, tiramos precipitadamente o descolorante e o cabelo fica aquele laranja horrível, que muitas vezes só terá saída na próxima descoloração, pois ele abrirá mais, abrindo deste laranja para o amarelo.

4º PASSO

O quarto passo é o mais importante de todos e que muitas vezes é simplesmente esquecido. A matização das luzes! O descolorante sempre deixa um aspecto artificial nas mechas, mesmo quando é alcançado o tom branquinho, o ideal é após as descoloração, matizar as mechas.

Matizar cabelos significa neutralizar, acrescentar ou intensificar alguma cor, nos cabelos loiros, utilizando de um recurso mais suave para aplicação da nuance. Desta forma, podemos neutralizar tons indesejados, como o amarelo e o alaranjado, acrescentar nuances, em casos de luzes que a pessoa quer um tom de mel por exemplo, ou ainda intensificar, como no caso das mechas branquinhas, a pessoa querer intensificar este tom platinado com a matização.

Existem diversos produtos que poderão ser utilizados nesta matização:

  • Keraton Prata + creme branco

A misturinha de Keraton Prata e creme branco é excelente para neutralizar os tons amarelados e alaranjados, porém, para as meninas que gostam dos fios mais platinados, podem não gostar do efeito dele, pois ele matiza mais pro acinzentado. Outro aspecto que vale ser ressaltado é que a matização é muito rápida, ainda mais se o cabelo estiver muito claro, o ideal é deixar bem pouco tempo mesmo, no máximo uns três minutos, porque senão pode acabar chumbando o cabelo.

  • Keraton Prata + Keraton Pastel

Nessa mistura não é necessário usar o creme branco, que aqui é substituído pelo Keraton Pastel. Esta é uma opção para aquelas que preferem um tom mais perolado. Tem menos risco de chumbar que o Keraton Prata.

  • Magic Color

Este já está com fama de ser o melhor matizador, pois além de eliminar os tons amarelados/alaranjados, ele matiza para o platinado mais do que o tom acinzentado, e não tem risco de chumbar os cabelos.

  • Tonalizantes como o Richesse da L’oreal ou o Color Touch da Wella

Você pode tanto matizar as luzes tonalizando-as usando um desses tonalizantes com emulsão reveladora, deixar alguns minutinhos e pronto. O problema de fazer desta maneira é que ele acaba interferindo na cor de fundo, abrindo-a um pouco, e tem gente que não gosta, prefere o fundo natural, sem contar que ele desbota mais rápido do que os outros. Outra opção é fazer aquela receitinha que já dei aqui no blog de banho de brilho usando tonalizante.

  • Bio Cale

O Bio Cale Violeta é também outro matizador que quem usa ama e recomenda. O Matizador Bio Cale é um condicionador e deve ser usado como tal, ou seja, após o shampoo. O biocale não resseca, ao contrário, ele trata os fios, não mancha e nem estraga o cabelo. Ele simplesmente neutraliza completamente o amarelado e o alaranjado e deixa os fios com uma cor limpa.

  • Shampoo Silver da L’oreal

 

É um shampoo desamarelador que também pode ser usado na matização das mechas. Dizem que resseca um pouco os fios.

Para neutralizar os tons amarelados/alaranjados utiliza-se produtos com pigmento roxo/azul, que estão presentes nos tons acinzentados, conforme mostra a Estrela de Oswald, princípio que usamos para trabalhar com as cores e suas pigmentações. Por isso todos os matizadores tem esta pigmentação.

A partir do conceito acima, pra quem irá utilizar tonalizantes, reflexos laranjas e amarelos precisariam ser neutralizados com uma nuance que contenha os pigmentos roxo e azul. Para entender melhor esta questão de neutralização dá uma olhadinha neste post que fiz, nele explico um pouco de colorimetria capilar, que é fundamental entender um pouco pra quem deseja mexer com coloração.

Para quem quiser conferir meu post o qual mostro como faço minha luzes basta conferir:

Tudo isso que disse aqui vocês podem conferir nestes dois vídeos da Tatiana Lobo, para quem não a conhece, ela é cabeleireira, mora no Rio de Janeiro, e é dona do blog A busca da beleza, e o seu canal no Youtube é este aqui. Super recomendo tanto o blog quanto seus vídeos para quem quer aprender a cuidar das madeixas. Vale a pena assistir estes dois vídeos que separei aqui até o final. Com certeza depois de assisti-los não terão mais dúvidas em relação a luzes no cabelo e matização.

LUZES NA TOUCA PASSO A PASSO

Neste vídeo, além dela mostrar o passo a passo do retoque de luzes no cabelo dela, que ela fez na touca, ela mostra também como analisar se o cabelo está resistindo a descoloração, e até que tom deve-se atingir com a descoloração, além de mostrar como fica a matização com o Magic Color.

LUZES PASSO A PASSO NO PAPEL

Neste vídeo ela mostra o procedimento de luzes no papel que ela fez numa de suas clientes. Aqui ela usou para matizar as mechas a mistura de Keraton Prata e creme branco.

Gostaria apenas de ressaltar que não estou aqui fazendo campanha para um procedimento complicado, de certa forma, como este, seja feito em casa. Sei que tem muita gente que morre de medo de se arriscar e fazer coisas no cabelo em casa, como cortá-lo, imagina então fazer uma química como essa, que pode, além de manchar o cabelo, acabar danificando-o bastante. O que sempre aconselho é procurar sim um bom profissional, esta sem dúvida é a melhor opção.

Acontece que, nem sempre encontramos esta pessoa, foi o que aconteceu comigo. Já falei diversas vezes aqui no blog que já fiz luzes em mais de um salão por quase dois anos e nunca saí de nenhum deles satisfeita com o resultado, pagava caro e saia desiludida. Pedia luzes acinzentadas e saia do cabeleireiro com luzes acobreadas, um horror. Foi então, depois de muito pesquisar, ler bastante sobre o assunto, ver vários vídeos na internet, tomei coragem e comecei a fazer meu cabelo em casa. Logicamente, já fazia outras coisas em casa, sempre soube escovar meus cabelos, eu mesma o corto, já tinha tingido ele também, então já tinha uma certa habilidade para mexer no meu cabelo.

Então, para você que tem o mesmo problema que o meu, ou não tem condições de arcar com o custo de fazer o cabelo no salão, este post é dedicado a vocês.

A palavra-chave é ter cautela! Respeite o passo a passo que passei aqui, principalmente o primeiro, que é analisar o seu cabelo quanto a cor natural dele, seu estado e seu biotipo. E acima de tudo, evite fazer loucuras, como descolorir cabelos danificados, se já fez luzes a pouco tempo, espere pelo menos dois meses para fazer novamente o processo. Use bons produtos, não esqueça de matizar as luzes e com certeza obterá um bom resultado.

E o primordial para quem quer ser loira, saber que terá que investir tempo e dinheiro para tratar este cabelo, invista em hidratações, nutrições e reconstruções, e não se esqueça que o loiro necessita de manutenção, use shampoos desamareladores, use uma das receitas dada aqui, seja Keraton Prata, banho de brilho, pelo menos quinzenalmente, pois não adianta nada conseguir um tom lindo e não mantê-lo. O cabelo loiro oxida, isto é, perde esta tonalidade do dia da descoloração, para evitar este processo devemos investir nesta manutenção.

É isso aí!

Beijos


Meu retoque de luzes

Olá girls! Para iniciar a semana resolvi postar para vocês meu último retoque de luzes. Para quem ainda não me acompanha, vou falar brevemente do meu histórico cabelístico. Meu cabelo natural é castanho escuro, comecei a pintar os cabelos de loiro quando tinha uns 16 anos. Antes disso já tinha tingido o cabelo de vermelho e de preto. Foi quando deu uma loucura e resolvi virar loira, pois sou clarinha e cabelo escuro não combinava comigo. Foi então que fiz minhas primeiras luzes, ficou bem legal o resultado e logo de cara abriu bem a cor, depois disso, como não tinha condições na época de ficar retornando para fazer luzes sempre, acabava passando tinta em casa, depois de muito tempo desisti de ter o cabelo num tom de loiro mais claro e optei por mantê-lo num tom de 8.1, até que em 2010 decidi conseguir o tom de loiro que sempre quis, loiro acinzentado claríssimo.

Lá em 2010 decidi fazer as luzes em salão, acabei fazendo umas 4 ou 5 vezes luzes num espaço de dois anos, intercalando entre 3 e 4 meses cada retoque e nada de conseguir sequer me aproximar do resultado que queria, o meu cabelo ficava como na foto abaixo:

Ficava um loiro acobreado, puxando horrivelmente para o dourado, que eu odeio. Cansada de pagar por um resultado que nunca conseguia em salão. Resolvi começar a minha saga em casa depois de muito pesquisar sobre o assunto, assistir a muitos vídeos no Youtube, percorrer muitos blogs de cabelos. O início desta saga você pode conferir aqui e aqui.

Nos dois posts linkados acima tem esta histórinha mais detalhadamente. A primeira luzes que fiz em casa foi em fevereiro e o resultado foi este aqui:

Uniformizei a cor do cabelo usando uma tinta 7.1 e puxei luxes no papel com água oxigenada de 30 volumes e descolorante lightner e depois fiz matização com Keraton Prata e creme branco.

O que achei do resultado:

Gostei muito da cor das mechas, ficaram bem mais claras do que quando fazia em salão, só não gostei muito do descolorante lightner e de fazer no papel, muito complicado e quase manchou meu cabelo.

Depois minha segunda sessão de luzes foi em maio e ficou assim:

Usei Ox de 30 volumes da Alfaparf e o descolorante Supermeches também da Alfaparf. Matizei com Keraton Prata e creme branco. Fiz na touca, puxei mechas médias e finas em todos os buracos da touca.

Antes da matização:

Depois de matizado com Keraton Prata e creme branco:

O que eu achei:

Gostei muito do resultado, porém o fundo é que estava me irritando um pouco (e ainda me irrita), pois a tinta 7.1 que usei na primeira luzes como cor de fundo é mais clara que minha cor natural, então ela fica marcando o crescimento da raiz, outra coisa, ela desbota num tom cobre horrível. Tenho que ficar sempre aplicando Keraton + creme branco ou fazendo banhos de brilho para amenizar esse tom acobreado/dourado do fundo. Achei também que podia ter puxado mechas mais grossas, pois as luzes ficaram bem sutis.

E por fim meu último retoque, agora em agosto:

O que eu usei:

Usei Ox de 20 volumes da Amend e o descolorante sem amônia para cabelos quimicamente tratados da Amend.

Vou explicar porque desta minha escolha. faço relaxamento com Tioglicolato de Amônia a cada seis meses e escova progressiva, meu cabelo é ondulado desde a raiz e muito volumoso, sofria muito tendo que fazer escova toda vez que secava, pois naturalmente ele fica horrível. Foi quando mais ou menos uns 4 anos que venho fazendo este processo. Luzes em cabelos relaxados é uma questão bem polêmica, tem quem diga que pode, tem quem condene com unhas e dentes. Longe de mim fazer apologia aqui, eu sei do meu cabelo, trato dele muito bem, faço hidratação duas vezes por semana, tô sempre fazendo reconstrução, além dele ser naturalmente forte, como diz minha cabeleireira que faz o relaxamento.

Como não faço este processo sempre, entre 1 e 2 vezes ao ano e trato ele semanalmente, meu cabelo me permite usar descolorante, antes de qualquer processo faço teste de mecha para ver se ele irá resistir.

Fui fazer o relaxamento e escova progressiva agora em julho e minha cabeleireira disse que meu cabelo estava um pouco fragilizado, então ela me aconselhou a usar a Ox de 20 volumes e descolorante para cabelos quimicamente tratados em vez da ox de 30 e descolorante normal, segundo ela, só iria demorar um pouco mais para abrir mas não agrediria tanto quanto o descolorante normal e a Ox de 30. Ela me liberou fazer o retoque das luzes depois de um mês do relaxamento.

Neste intervalo fiz hidratação/nutrição semanalmente e uma vez por semana usava um creme reconstrutor. Fiz o teste de mecha depois de um mês e como o cabelo estava ok, parti para as luzes, e agora volto com todo o processo de recuperação dos fios.

Sei que este assunto é muito polêmico, o que aconselho é sempre procurar orientação de um bom cabeleireiro, usar bons produtos, tratar o cabelo e realizar o teste de mechas antes de descolorir os cabelos.

Fiz as luzes na touca, puxei todos os buracos mechas grossas e médias. Passei o descolorante com a oxigenada e deixei agir por uns 45 minutos até abrir bem a cor. Depois matizei as mechas  fazendo esta receita de banho de brilho:

  • Meio tubo do tonalizante 10.21 Richesse Loreal;
  • Uma colher de sopa de Oxigenada de 30 volumes;
  • Duas colheres de sopa de shampoo (não use shampoo anti resíduos);
  • Uma xícara de café (a pequena) de água.

É só misturar tudo e aplicar no cabelo, deixei menos de 10 minutos pois age bem rápido, o banho de brilho eliminou o amarelado/alaranjado dos cabelos e deu uma tonalidade de loiro acinzentado.

O QUE EU ACHEI:

Achei o melhor resultado que obtive até agora, me surpreendeu a ox de 20 e o descolorante sem amônia ter aberto bem a cor, até mesmo a da raiz que é mais escura. A matização com o banho de brilho com o tonalizante 10.21 foi melhor do que a matização com Keraton Prata + creme branco pois ele fecha menos a cor do que a mistura do Keraton Prata.Por puxar mechas grossas e médias, as luzes ficaram mais marcadas. Com isso, o fundo já me incomoda menos, pois a medida que puxei mais luzes, a cor de fundo está sumindo.

Bom meninas meu retoque foi este.

Espero que tenham gostado.

Beijos e ótima semana!

Cecília Senra


Como conseguir o loiro perfeito?

Desculpem-me as morenas, ruivas e castanhas mas toda mulher, pelo menos uma vez na vida, tem o desejo de se tornar uma loira fatal. Existe todo uma atmosfera mágica em torno das madeixas douradas. Fato é que em busca desta magia muitas mulheres fazem loucuras em busca do loiro perfeito.

O primeiro passo para conquistar o tom almejado é ter consciência de que para ser loira é preciso investimento, de tempo, de dinheiro, de dedicação…

O segundo passo é manutenção. Não adianta nada você conseguir aquele cabelo incrível se não manter em casa fazendo banhos de brilho regulares, usando desamareladores, quem se torna loira sabe que convivemos com o desbotamento da cor, por isso precisamos sempre usar nossos truques para reavivar a cor dos cabelos.

O terceiro passo é investir em bons produtos. Não tem como fugir de ter que gastar um pouco mais para ser loira, por exemplo, tinturas, tonalizantes e descolorantes tem uma enorme diferença na qualidade, o ideal é optar por produtos para profissionais.

Todos os profissionais concordam em um ponto: o loiro chique é aquele que parece natural, e não confunda parecer natural com fingir que é loira desde criancinha. Para virar uma blond girl sofisticada e cheia de estilo, a harmonia deve prevalecer. Afinal, não adianta ter o cabelo dourado como o da atriz da novela se ele não combinar com olhos, cor da pele e textura dos fios. O loiro mais moderno tem a raiz apagada e mais escura, próxima do tom natural. Após acertar na escolha da cor, você terá que empregar tempo e dinheiro para a manutenção do visual – caso contrário, todo o bom trabalho será perdido. Como o cabelo loiro reflete muita luz, as imperfeições ficam mais aparentes, por isso é preciso lançar mão de hidratação, uma vez por semana, e cauterização, em intervalos regulares.

Aí vão algumas dicas para arrasar com as madeixas loiras:

  • Fuja do monocromático

O loiro só fica sofisticado se tiver diversas nuances. O aspecto natural também pode ser conquistado com tonalidades em degradê, raiz natural, comprimento claro e pontas claríssimas.

  • Apague a raiz

Clarear a raiz no mesmo tom do comprimento é um erro muito comum, isso deixa o cabelo com aspecto vulgar. “Apagar” a raiz é o segredo, no processo utiliza-se um tonalizante . Quem tem o cabelo muito escuro. Opte pela raiz apagada, ou seja, levemente tonalizada, com luzes claras em todo o comprimento e pontas. Mesmo para mulheres com a pele mais clara, como é o caso da atriz Flávia Alessandra, a regra da naturalidade na raiz também vale.

  • Evite clarear a sobrancelha

Porque o efeito é estranho e artificial. Só clareie a sobrancelha em último caso e, mesmo assim, muito discretamente. O cabelo deve estar em harmonia com o rosto, sem que ele precise ser modificado. Por isso, jamais mude a cor da sobrancelha. Escolha um tom de loiro que combine com você.

  • Aposte no corte certo

As luzes ficam ainda mais bonitas com repicados largos. Esse é o corte ideal, pois destaca as diversas tonalidades do cabelo. Quer arrasar ainda mais? Então vá de “bed hair”, é levemente desarrumado e parece que você acabou de levantar da cama, daí o nome.

  • Prefira shampoo antioxidante

Eles evitam o efeito amarelado/alaranjado que aparece com o tempo, os famosos produtos desamareladores, que tem muitos no mercado atualmente. Shampoos e condicionadores com óleo de abacate e manteiga de karité não podem faltar, eles proporcionam uma proteção diária excelente.

  • Estoque leave-in 

Esse é um produto que não pode faltar no arsenal das loiras. Ele deve ser aplicado sempre após as lavagens. Preferencialmente, opte por produtos com proteção solar. O leave-in dá balanço ao cabelo e o protege dos efeitos do sol.

  • Capriche na hidratação

Não adianta uma bela cor se o cabelo estiver parecendo uma vassoura, certo? Para solucionar o problema, nenhuma mágica, hidratação é a solução: hidrate os fios pelo menos uma vez por semana. Ó óleo de argan já virou o queridinho das mulheres. A geléia real inglesa é outra opção, é uma boa pedida para quem faz muita escova, pois a substância é ativada com o calor.

A palavra chave na hora de se tornar loira é ter paciência, ir clareando os cabelos gradativamente e respeitar sua cor natural.

MORENAS DE PELE BRANCA

Se você tem a pele branca mais o cabelo é escuro, sobrancelhas escuras e olhos castanhos ou preto, evite tons muito platinados, conserve a raiz o mais próximo possível da cor natural e vá clareando gradativamente ao longo do cabelo.

MORENAS DE PELE BRONZEADA

Os tons caramelos, dourados e mel combinam mais com morenas de pele bronzeada.

ORIENTAIS

Quem disse que orientais não podem ser loiras, elas devem optar por tons dourados, mel, acobreados e mechas ombré hair.

PELA CLARA E OLHOS CLAROS

Meninas com esta característica podem usar e abusar das várias tonalidades de loiro, os acinzentados, dourados, pastel, platinados.

Conseguiu atingir o tom ideal? Não esqueça de investir na manutenção! Faça banhos de brilho regulares, pode ser feito a cada 15 dias, ou quando houver necessidade.

BANHO DE BRILHO LOIRO ACINZENTADO COM TONALIZANTE

  • 1/2 Bisnaga de tonalizante para os cabelos, da marca que preferir, só tem que ser TONALIZANTE e não TINTURA PERMANENTE e com a numeração terminada em .1, que são as tonalidades acinzentadas ( Por exemplo: 8.01, 9.01, 10.01, 9.11)
  • 1 colher de sopa de água oxigenada de 30 ou 40 volumes.
  • 2 colheres de sopa de shampoo, NÃO utilize shampoo antí-resíduos.
  • 1 xícara de café de água (aquela menorzinha).

Mostrei todo o processo dele aqui.

KERATON PRATA BANHO DE BRILHO 

Mostrei todo o passo a passo aqui e aqui .

Além do banho de brilho, use produtos desamareladores, como a linha antioxidante da Alfaparf, a linha Bio Extratus Blond, o shampoo Silver da L’oreal. Existem diversos produtos com esta finalidade no mercado.

Resolvi fazer este post com o intuito de esclarecer dúvidas de como conseguir o tão desejado loiro, esclarecer erros comuns das platinadas e etc. Recebo muitas perguntas de como consertar mechas alaranjadas. Primeiramente é preciso investir em um bom descolorante, de preferência de pó azul, para que consigamos atingir um bom nível de clareamento, ter a consciência de que não dá para platinar de uma hora para outra, e levar em consideração a cor de base de seu cabelo. É normal as mechas ficarem alaranjadas/amareladas e não branquinhas, mesmo usando pó azul, que teoricamente não permitiria que isso acontecesse, na ânsia de ficar com as mechas bem clarinhas, muitas meninas deixam o descolorante durante horas e assim acabam com o cabelo e ele fica elástico. Nem sempre conseguimos o tom branquinho, por isso é preciso matizar as mechas para que elas não fiquem alaranjadas ou amareladas. Existem vários matizadores no mercado, como o Keraton Prata e o Magic Collor por exemplo que são excelentes.

O melhor método para consertar cabelos com várias tintas e uma descoloração que não foi matizada é começar tudo do zero, escurecer o cabelo usando uma tinta, a mais próxima possível  da cor natural de seu cabelo, daí sim começar a fazer luzes gradativamente, e lembrando sempre de matizar as mechas, fazer hidratação e tratamentos no intervalo das luzes, manter a cor reavivada fazendo os banhos de brilho e usando os produtos desamareladores.

Lembrando que os banhos de brilho não vão clarear a raiz já crescida e nem escurecer as mechas já feitas, eles apenas eliminam o tom alaranjado/amarelado dos fios dando um tom acinzentado a essas mechas.

E para terminar vou deixar com vocês alguns links de posts super informativos na hora de se aventurar em busca do loiro perfeito:

Não desanimem loiríssimas! A gente chega lá.

Beijos e uma ótima semana!

Cecília Senra


Em busca da luzes perfeita

Olá meninas!

Quem é loira sabe o sofrimento que é para manter os fios com um tom bonito, ainda mais se o seu cabelo tem tendência a amarelar. Pois bem, eu vivo recomendando por aí, o meu queridinho Keraton Prata, falei dele aqui.

Mas senti que em alguns casos ele não é tão eficiente assim. Calma vou explicar, ele é ótimo, como já disse, uso ele com creme de hidratação branco, ele suaviza o tom amarelado dos fios, nas mechas mais claras fica bem acinzentado, mas em alguns casos mais graves, achei que ele não faz milagre não. rs

Como já falei, quem acompanha o blog sabe, eu vinha fazendo luzes no papel já um tempo, mas não conseguia chegar ao tom que eu queria. Aqui tem um pouquinho da história dos meus cabelos. Daí, querendo mudar um pouco pro verão e tentar dar uma platinada no visual, resolvi fazer mechas californianas, queria deixar a raiz mais escura, e clarear mais ao longo do cabelo. Falei deste processo neste post.

Nesta foto aí de cima dá pra perceber, meu cabelo tá com um fundo 8.1 e mechas um pouco mais claras, bem finas, feitas com descolorante. O que me irritava muito, é que apesar de sempre usar tinta acinzentada, o cabelo continuava puxando pro dourado. E mesmo retocando as luzes, as cabeleireiras nunca deixavam meu cabelo mais claro, e o pior de tudo é que a raiz crescia e ficava marcando a tintura da cor de fundo, que no caso era 8.1, e mais ao longo do cabelo ficava as luzes. Aí dá para perceber o que eu tô falando.

Então, as luzes estava longe do meu tão sonhado loiro acinzentado, e o fundo estava me matando de raiva, queria parar de ser escrava de retocar todo mês a raiz, como vinha acontecendo, mesmo fazendo luzes, tinha que me preocupar com a cor de fundo que crescia a raiz e tinha que retocá-la. Então fui fazer as mechas californianas pra me ver livre do retoque de raiz mensal.

Dá pra perceber que a raiz ficou bem mais escura e no comprimento do cabelo é que estava mais claro.

Tava sempre conservando um tom mais acinzentado com o Keraton. Só que todo mundo começou a me perguntar se eu estava deixando de pintar aos poucos, tipo deixando a raiz crescer e cortando os cabelos, e eu tinha que explicar que não, que era assim mesmo o efeito das californianas. Daí enchi o saco e tentei em casa mesmo conseguir o meu tão sonhado loiro acinzentado com luzes e raiz mais escurinha.

Eu já venho acompanhando um tempo o blog da Tatiana Lobo, A Busca pela Beleza. Adoro !!! Ela é uma excelente cabeleireira e dá ótimas dicas. Então vendo um post de luzes, resolvi me arriscar pois era exatamente aquele resultado que queria. Me baseei nestes posts, “do loiro acobreado pro loiro acinzentado” , “Loiro de Gabi Smith” e “Luzes Perfeitas – Passo a passo”. Era este resultado que estava buscando.

E o loiro maravilhoso da Gabi.

Então resolvi me jogar porque não tinha outra opção, não tinha como eu ir no salão dela pois é bem longe da minha casa e já tinha tentando com três cabeleireiras diferentes conseguir um resultado próximo ao esperado.

Corri pra perfumaria e comprei Pó descolorante Azul, água oxigenada 30 volumes, papel alumínio, pincel e uma tinta 7.1 para igualar todo o cabelo.

Primeiramente passei a tinta no cabelo todo para escurecê-lo, igualar o cabelo e ficar com uma cor mais próxima da minha natural, para não precisar retocar raiz.

Este foi o resultado da tintura. Em cima disto que fui fazendo o processo de luzes. Separei meu cabelo em quatro partes, fui pegando mechas finas, “costurando” o cabelo, passei o descolorante e coloque o papel alumínio. Fiz isto no cabelo todo, seguindo as instruções deste vídeo da Tatiana.

 

Deixei o descolorante agir até conseguir abrir bem a cor. O problema é que comprei duas marcas de descolorantes diferentes, o descolorante Lightner, achei excelente! Abriu um tom de loiro quase branco, já o Care Liss , achei péssimo, ambos eram pó azul, pois isto é muito importante para o resultado final da descoloração, o pó azul deixa uma cor mais bonita que o normal, o branquinho. E mesmo sendo pó azul o care liss deixou meu cabelo alaranjado!!!

Nesta foto dá pra perceber claramente a diferença do tom mais abaixo no cabelo e no topo como ficou, e o pior que usei o care liss logo na parte de cima.

Umas mechas ficaram da cor que eu queria mais o raio do dourado apareceu de novo, e dá pra perceber que não consegui o resultado que queria.

Depois que retirei o pó descolorante, fiz a matização das mechas com o Keraton Prata e o creme branco, mas achei que ele não conseguiu quebrar este dourado de cima, como mostra as fotos.

Então depois de muito Keraton e uma outra receita de banho de brilho que testei, consegui chegar a este resultado (não puxei mais luzes, só fiz banho de brilho mesmo).

Dá pra perceber que agora ele tá melhor, tô investindo pesado em produtos desamareladores, usando Keraton com creme branco de 15 em 15 dias, e o que fez mais a diferença mesmo, foi um banho de brilho que fiz, que depois eu ensino a receita pra vcs. Hoje mesmo com todo este trabalho, acho que ele está melhor do que antes, quando fazia luzes no salão como estava nas fotos lá no início do post.  O que vcs acham?

Então minha gente, esta foi minha saga em busca da luzes perfeita. Aliás, saga esta que esta longe de terminar,porque se me der na telha faço tudo de novo, escureço e começo do zero, de novo. E vcs ainda estão em busca da luzes perfeita?


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 884 outros seguidores